Quem sou eu

Minha foto
Salvador, BA, Brazil
Mestrando na área de saúde, acompanha a Formula 1 desde o início da década de 1990. Entusiasta no cuidado automotivo, leitor e colecionador de revistas especializadas e livros sobre Ayrton Senna.

Seguidores

terça-feira, 1 de abril de 2014

COLEÇÃO AYRTON SENNA (PARTE 4) – CAPACETE TEMPORADA 1993


Um item desejado por todo fã de Ayrton Senna, uma réplica do capacete utilizado pelo piloto. Escolhi o da temporada de 1993, por ter sido o ano que acompanhei mais proximamente o desempenho do brasileiro e pelo desenho mais moderno que os modelos anteriores. Apesar de não ter conquistado o título, foi considerada a melhor temporada de Senna, inclusive pelo jornalista Reginaldo Leme, em depoimento no documentário que leva seu nome.


Capacete Ayrton Senna - 1993. Blog SennaBR

À bordo da limitada McLaren-Ford MP4/8 versus as Williams-Renault FW15 “de outro planeta”, consegue cinco vitórias, compensando a deficiência do seu equipamento no braço, com técnica e arrojo. Dentre as cenas memoráveis daquele ano estão: a finta que deu em Damon Hill em Interlagos, sob chuva, e a melhor primeira volta da história, com quatro ultrapassagens no GP da Europa, em Donington Park (relembre aqui).

Capacete Ayrton Senna - 1993

Seguem os patrocinadores da época:




Nacional: marca símbolo do piloto. Banco brasileiro que o patrocinou a partir de 1985, sendo mantido até sua última temporada. Em determinado momento, com o sucesso do piloto, o banco se dispôs a abrir mão do patrocínio, em razão de não poder cobrir os valores das cotas. Senna fez questão de mantê-lo, mesmo sem oferecerem o valor que alcançaria com outros patrocinadores, por gratidão, por apoiá-lo no início de sua carreira na Formula 1. Após intervenção do Banco Central, foi adquirido pelo Unibanco, hoje Itaú-Unibanco.



Marlboro: marca de cigarros integrante do grupo anglo-americano Philip Morris. Patrocinou uma série de eventos esportivos, em especial o automobilismo. Esteve na Formula 1 do início dos anos 1970 até o final da década de 2000. Muito associada com as equipes McLaren principalmente, e Ferrari, além da Penske na Formula Indy. Foi perdendo espaço com a popularização das leis antitabagistas.


 Kenwood: à época lembro de ver a marca em propagandas e em lojas automotivas estampando sons de carros, ao lado da Pioneer. Ainda hoje mantém-se neste nicho, oferecendo também unidades com GPS incorporado e produtos de comunicação via rádio.



Capacete Ayrton Senna - 1993


 Hugo Boss: tradicional empresa alemã, que iniciou no ramo têxtil de vestimentas, obtendo grande êxito neste mercado. Passou a produzir óculos, relógios, perfumes (o piloto da McLaren, Jenson Button é garoto propaganda da marca) e produtos de luxo.


  


Tag Heuer: tradicional companhia suíça de relógios fundada no Século XIX. Realizou a cronometragem oficial da Formula 1 por algumas temporadas. Ainda hoje patrocina a McLaren.





Tencel: antigamente não sabia do que se tratava, pois naquela era pré-internet, estas informações de empresas estrangeiras eram bastantes restritas. O logotipo atual é diferente do da época, e as referências informam que trata-se de uma fibra de celulose utilizada na indústria têxtil, substituindo o algodão, com processos de fabricação bem menos agressivos ao ambiente.

  
O capacete originalmente é um modelo utilizado por motociclistas, portanto, homologado pelo Inmetro. A pintura original foi desbastada e a peça preparada para receber a nova pintura e os adesivos. Uma réplica portanto, muito próxima do original e de uso permitido nas vias.

Capacete Ayrton Senna - 1993

Lembro de ver nas estradas apenas um exemplar, a cerca de uns 10 anos, também de posse de um motociclista, no terminal marítimo de Salvador, Bahia. Creio que era o da temporada de 1994.

Este é portanto, o item mais importante, até o momento, desta coleção.

Referências

Hugo Boss - Wikipedia
Kenwood
Marlboro - Wikipedia
Philip Morris International
Tag Heuer
Tencel
Scuderia Ferrari - Wikipedia
Imagem Logo Nacional (Modificado)

Um comentário: